9 de Abril 1918 - uma data, muitas memórias, várias lições a aprender

By Antonio N - 19:20

                           Foto  1
I Guerra Mundial 1914 - 1918

Neste dia 9 de Abril de 2018 comemora-se o centenário da Batalha de La Lys, em que participou activamente o Corpo Expedicionário Português. Centenas de mortos (cerca de 400, segundo alguns relatos, mais de 1000, segundo outros), aproximadamente 7000 prisioneiros, milhares de feridos, constituem o balanço do contingente português de uma batalha que durou até finais de Abril, mas em que a participação portuguesa se concentrou no primeiro dia.

De Pavia partiram 19 homens:  Apelidos: Braz, Caeiro, Pinheiro, Tenrinho
Fino, Visinho, Valério, Mendes, Condeco, Pinto, Geroto, Nunes, Almeida e Pires.

A Grande Guerra, iniciada em 1914 aproximava-se do seu final, com a vitória já ao alcance dos aliados (desde a entrada dos Estados Unidos na guerra um ano antes), mas na Primavera de 1918 o Alto Comando alemão decidiu avançar com uma manobra de risco, destinada a tomar os portos de Calais e Boulogne-sur-mer, a que chamou "Operação Georgette". As tropas portuguesas, integradas no contingente britânico nas zonas a leste e norte da cidade de Armentières, foram envolvidas pelo movimento de 55000 homens do lado alemão.

Foto  2

Numericamente inferiores, situação agravada por uma desmobilização por parte das tropas portuguesas, as tropas aliadas sofreram pesadas baixas, tendo o lado alemão reconquistado em 3 dias o que tinha perdido na terceira Batalha de Ypres no Outono anterior. Foi a ultima vitória imperial da Grande Guerra.

A participação portuguesa na batalha foi, infelizmente, o espelho de toda a empresa do Corpo Expedicionário Português na Guerra. Objectivos políticos mal definidos, fraca preparação estratégica, táctica e logística (aqui servem como exemplos o fardamento inadequado e a demora na rendição dos regimentos na frente de combate), foram factores que conduziram a um desfecho que era fácil de adivinhar: a única vitória de Portugal foi a manutenção dos territórios africanos na sua posse, e não, como era esperado pelo poder republicano, a participação na recolha dos despojos alemães em África. A pontuar este quadro geral, inúmeros actos de heroísmo por parte de militares portugueses dos quais o mais célebre será o do soldado Aníbal Augusto Milhais, mais conhecido por Soldado Milhões.
Foto  3

                                                                   Foto 4
O cemitério militar português de Richebourg é dos "locais funerários e memoriais da Primeira Guerra Mundial (Frente Ocidental)" É o único cemitério militar exclusivamente português em França.


                                                                                                Fotos 5,6 e 7


Muitos escritos foram publicados sobre esta batalha e toda a participação portuguesa na Grande Guerra. Entre muitos outros recomendo dois:


2. A Filha do Capitão que relata a vida de um capitão português que participou na batalha de La Lys

Fotos: 1) https://www.facebook.com/groups/165900063749878/
           2 e 6) http://www.inflandersfields.be/fr
           3 e 4) António Nobre
           5) Tomás Nobre
           7) Google 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários